01 fevereiro 2014

Acabou!

Tudo estava indo tão bem, bom pelo menos pra mim estava. Eu havia percebido que você estava meio quieta ultimamente, ignorei. Você não sorria tanto quanto antes, às vezes nem sorria. Conversar olhando no olho antigamente era fácil pra você, mas você começou abaixar a cabeça pra tudo. Foi naquela sexta-feira, você me ligou e disse que precisávamos conversar, tomei banho, me troquei, passei aquele perfume que você adorava. O céu estava nublado, parecia que iria chover, aquilo parecia filme de terror, fui encontrar ela na praça. Ela me abraçou, não foi um abraço de afeto, aquele abraço era frio, eu pude entender exatamente o que ela queria dizer com tudo aquilo, seus olhos estavam cheios de lágrimas e de repente eu soltei uma simples pergunta no ar:

- Acabou não é? Ela deu um suspiro e logo em seguida disse baixinho:
- Sim, acabou!

Acabou simplesmente naquela praça, a mesma em que nos conhecemos, que ironia do destino, parecia até coisa de seriado americano, talvez eu esteja melhor agora, ou talvez, eu ainda sinto sua falta.
Anterior Proxima Inicio

2 comentários:

  1. Que crônica linda *-* Muito bem escrita, também.

    Beijos ~
    garotas-cupcakes

    ResponderExcluir