17 novembro 2013

Amar e não ser correspondido



Nem preciso falar nada não é mesmo? O título do post já falou tudo, quem nunca passou por isso não é mesmo? Bom mas vamos voltar as origens da coisa. Na adolescência chega sempre uma hora em que você tanto menino quanto menina se apaixona por uma pessoa que você não consegue ficar 1 minuto sem pensar nela. Daí é quando começa as decepções, você ama uma pessoa que mal sabe da sua existência ou o pior você se declara para aquele alguém tão especial e o que esse alguém faz? simplesmente se afasta de você apenas para não ter que carregar mais peso nas costas.

Eu sou um adolescente em crescimento e posso dizer que já experimentei essa sensação horrível duas vezes, uma já passou graças a Deus e a outra está acontecendo agora. Chegamos a um ponto em tentar esquecer aquela pessoa, mas o que acontece? Sofremos, sofremos muito e nisso nos sentimos muito fracos para poder continuar, é aí que começa aquela fase de "não quero sair hoje amiga(o)", "não estou bem hoje a gente marca outro dia", "jura que ele(ela) vai estar lá? ah deixa eu não vou", e você começa a se isolar em casa achando que todos os seus problemas vão passar se ficar o dia todo deitado na cama chorando.

Devemos nos preocupar mesmo é com quem nos faz bem, quem quer o nosso bem, e se perceber-mos que estamos fracos demais para passar por tudo isso sozinhos vamos recorrer ajuda daquela pessoa que você mais confia, não há porque aguentar tudo isso sozinhos não é? Então vamos lá, cabeça erguida e "bola pra frente", eu estou fazendo isso agora, e você? O que vai fazer?
Anterior Proxima Inicio

0 comentários:

Postar um comentário